You are here
Filmes e Séries 

Como a Mulher Maravilha pode revolucionar o cinema

Como podemos ver nesses últimos anos, estamos tendo um aumento bem considerável em produções cinematográficas do mundo de super-heróis. Só que desde quando essa onda começou a invadir o cinema e nossas casas, esse é o primeiro filme de heroína dos últimos tempos e o primeiro dirigido por uma mulher. O filme da Mulher Maravilha já é considerado revolucionário e nesse último trailer temos um vislumbre de um novo tipo de história que começa a cortar estereótipos que marcaram os arcos das heroínas por décadas.

Se você não sabe o que estou falando, assista aqui:

Filmes de ação femininos e de ficção científica têm aumentado muito o retorno na bilheteria nos últimos anos, provando que filmes com personagens femininos fortes tem um mercado significativamente grande. Apesar do cinema mudar progressivamente sua abordagem em relação as mulheres, as histórias das super-heroínas continuam do mesmo jeito.

A jornada do herói é um padrão narrativo que pode ser claramente visto nas histórias de Homem-Aranha e Capitão América por exemplo (são pessoas “comuns” que descobrem que são extraordinárias e são treinadas muitas vezes por um mentor ou saem de casa para salvar o mundo) esse tipo de narrativa é difícil de se encontrar entre as heroínas.

Não estou dizendo que as personagens femininas devem ter necessariamente histórias cheias de clichês da jornada do herói, mas o contraste entre o enredo dos super-heróis masculinos com os da Viúva Negra e da Feiticeira Escarlate por exemplo, levantam a questão: Porque os cineastas ainda insistem em ver o masculino e o desenvolvimento do feminino de formas diferentes?

A televisão já possui uma postura diferente em relação a isso. Séries como Supergirl, Jessica Jones e Agente Carter mergulharam profundamente no desenvolvimento das personagens com abordagens diversas. Mas a televisão ainda é considerada um nicho, uma maneira menos “arriscada” de atender o público feminino, já no caso dos filmes de super-heróis ele continuam a ser uma área dominada pelos homens.

Mas com o lançamento do novo trailer da Mulher Maravilha, algo novo aparece o horizonte. Nós temos um vislumbre de uma nova era que se aproxima muito da Jornada do Herói. O trailer evita focar no relacionamento de Diana com o Steve Trevor, mantendo a maioria de suas cenas como estritamente platônica, podemos analisar também que ele não parece cair no papel de “protetor” aliás o negócio é o contrário. Seu relacionamento é uma reminiscência de Thor e Jane Foster, mostrando que Diana obviamente tem a vantagem quando o assunto é poder.

Há também um elemento que embora não seja novo para personagens femininas, agora está sendo representado de forma refrescante, seus mentores são mulheres também (mas isso vem das HQs da Mulher Maravilha, não é algo exclusivo do cinema) mas essa abordagem aparentemente continuou no cinema. Mesmo em filmes onde temos personagens femininas fortes é extremamente raro ter mulheres no papel de pessoas sábias, o comum é sempre termos um homem com o papel de mentor.

E mais do que qualquer coisa, o olhar triunfante e colorido deste trailer nos deixa muito entusiasmados com a Mulher Maravilha, ele mostra que as mulheres também podem ser heroicas por natureza e não apenas pelo fato de ter sofrido algum tipo de assédio, torturas físicas ou mentais que as fazem querer ser heroínas moralmente impulsionadas pelo seu passado é encorajador ver finalmente uma mulher que apenas treinou muito duro e decidiu se tornar heroína.

Mulher Maravilha não é o único filme que está abrindo possibilidades para as histórias femininas, há um claro potencial no arco de personagens como a Laura no Logan e na história de Rey no Star Wars: Despertar da Força e nos próximos filmes da saga. Mas Mulher Maravilha parece que pode ser o mais próximo da história que coloca super-heróis femininos no mesmo nível que os homens.

Depois da falta de sucesso que a DC teve com Batman vs Superman e Esquadrão Suicida, eles dependem muito desse filme da Mulher Maravilha para mostrar algo novo e bom para os fãs e críticos, principalmente que depois dele ainda temos a Liga da Justiça que será lançado ainda em 2017. Se a história de Diana conseguir alcançar bons resultados, a DC finalmente vai poder convencer o público de que eles têm algo novo e fascinante para oferecer.

Enquanto isso ficamos aqui tentando segurar nossas expectativas para esse filme, mas confesso que com esse último trailer ficou meio difícil. Vamos ficar na torcida para a DC nos surpreender com esse filme.

Qual sua expectativa para Mulher Maravilha? Deixe aí nos comentários!

Aspirante a designer e desenhista nas horas vagas. Sonha em ser assistente do Batman e passar as férias no Condado. Atualmente sou uma estudiosa do lado negro da força e quero dominar o mundo! xD~

FacebookTwitterYouTube
Facebook Comments
(Visited 63 times, 1 visits today)

Related posts

Leave a Comment